40 iniciativas contra a pobreza

Notícias
40 iniciativas contra a pobreza

Terá lugar em Madrid, no dia 25 de setembro, um encontro internacional em que serão partilhadas as experiências das 40 obras sociais impulsionados por...

Conheces D. Álvaro del Portillo?

Notícias
Conheces D. Álvaro del Portillo?

As jovens que frequentam o Centro Cultural Angra, de São Paulo, prepararam um vídeo realizado com a técnica "stop motion" ilustrando a vida de D....

O Prelado na Guatemala

Do Prelado
O Prelado na Guatemala

D. Javier Echevarría está a realizar uma viagem pastoral à América Central e o primeiro país que visitou foi a Guatemala. O trabalho apostólico do...

D. Álvaro del Portillo

Livros electrónicos gratuitos

Iniciativas sociais

Textos sobre educação e família

Livros para aprender a educar na família

Livros para aprender a educar na família

A Ediciones Internacionales Universitarias e a Ediciones Universidad de Navarra (EUNSA) possuem uma coleção sobre Família, da qual selecionámos dez títulos que podem ser de interesse para a tarefa educativa dos casais.

Festa e diversão: lazer e tempo livre (2)

Festa e diversão: lazer e tempo livre (2)

Os dias festivos são uma oportunidade para descansar. Mas para os cristãos, são também uma ocasião para desfrutar em família, educar os filhos e conviver com mais tranquilidade com Deus.

Os jovens e a diversão: lazer e tempo livre (3)

Os jovens e a diversão: lazer e tempo livre (3)

Os filhos adolescentes reclamam com veemência quotas de liberdade que às vezes não são capazes de gerir com equilíbrio. As saídas noturnas, as festas ou as compras podem ser motivos de discussão. Neste artigo aborda-se o tema numa perspetiva cristã.

Texto do dia

“O descanso não é não fazer nada”

Todos os pecados – disseste-me – parece que estão à espera do primeiro momento de ócio. O próprio ócio já deve ser um pecado! – Quem se entrega a trabalhar por Cristo não há-de ter um momento livre, porque o descanso não é não fazer nada; é distrair-se em actividades que exigem menos esforço. (Caminho, 357)

Hás-de ser um carvão ardente que pegue fogo por toda a parte. E, onde o ambiente for incapaz de arder, hás-de aumentar a sua temperatura espiritual.

Se não, estás a perder o tempo miseravelmente e a fazê-lo perder aos que te rodeiam. (Sulco, 194)

Tudo o que se acaba e não contenta Deus, é nada e menos que nada. Compreendem porque é que uma alma deixa de saborear a paz e a serenidade quando se afasta do seu fim, quando se esquece de que Deus a criou para a santidade? Esforcem-se...

S. Josemaria Escrivá
“A santidade que Nosso Senhor te exige atinge-se realizando com amor de Deus o trabalho e as obrigações de cada dia, que se compõem quase sempre de pequenas realidades”.